Tamanho do texto

São Paulo, 11 - O número de navios que esperam para embarcar açúcar nos portos brasileiros caíram de 56 para 53 na semana encerrada no dia 10 de julho, de acordo com relatório da agência marítima Williams Brazil

selo

São Paulo, 11 - O número de navios que esperam para embarcar açúcar nos portos brasileiros caíram de 56 para 53 na semana encerrada no dia 10 de julho, de acordo com relatório da agência marítima Williams Brazil. O relatório considera embarcações já ancoradas, aquelas que estão ao largo esperando atracação e também as embarcações com previsão de chegada até dia 30 de agosto. Foi agendado o carregamento de 1,636 milhão de toneladas de açúcar. A maior quantidade será embarcada no Porto de Santos, de onde sairão 1,35 milhão de toneladas, ou 83% do total. Paranaguá responderá por 16% do embarque, ou 263,4 mil toneladas. No Porto de Santos, o terminal da Cosan deve embarcar 297,6 mil toneladas no período analisado. No terminal da Copersucar, os embarques devem somar 237,8 mil toneladas. A expectativa é de que 352,1 mil toneladas sejam embarcadas no terminal de Teaçu. A Cargill deve embarcar 230,52 mil toneladas. A maior parte do volume a ser exportado é da variedade VHP - açúcar bruto de alta polarização -, com 1,517 milhão de toneladas. O açúcar VHP é embarcado à granel. Do total de VHP a ser exportado, 83% será pelo Porto de Santos e 17% por Paranaguá. Os registros do tipo cristal B-150 devem somar 107,9 mil toneladas. O volume de açúcar refinado A45 deve ser de 10,95 mil toneladas. O açúcar cristal e o A45 são embarcados ensacados. Do total de açúcar ensacado a ser embarcado, 79% sairá pelo Porto de Santos e 12% por Recife.