Tamanho do texto

SÃO PAULO (Reuters) - A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) previu nesta terça-feira que a economia brasileira crescerá 6,2 por cento em 2010, puxada pela recuperação da indústria e do investimento, dois dos setores mais atingidos pela crise mundial. Neste cenário, a indústria recuperará o nível pré-crise em março do ano que vem, mas o emprego no setor voltará ao patamar de 2008 apenas em dezembro de 2010.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237575430952&_c_=MiGComponente_C

Em 2009, a entidade espera oscilação positiva do PIB do país de 0,4 por cento. O cenário para o PIB industrial do Brasil aponta retomada após a retração de 5,3 por cento esperada para este ano, com expansão de 8,5 por cento em 2010.

"As perspectivas que temos para 2010... são muito positivas", disse a jornalistas Paulo Skaf, presidente da Fiesp.

A atividade industrial no Estado de São Paulo deve crescer 13,5 por cento em 2010, após recuo de 8,3 previsto para este ano.

A formação bruta de capital fixo do país --uma medida dos investimentos-- deve crescer 19,6 por cento em 2010 após contração de 14,6 por cento em 2009.

A Fiesp prevê ainda que o emprego na indústria brasileira crescerá 5,3 por cento em 2010, depois de cair 2,5 por cento este ano. A projeção para o emprego industrial em São Paulo é de avanço de 6,2 por cento no ano que vem, após queda 4,7 por cento em 2009.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.