Tamanho do texto

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista, apurado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), mostrou crescimento de 1,9% em junho em comparação a maio, na série sem ajuste sazonal. Considerando-se os efeitos da sazonalidade, o aumento foi de 3,1%.

Em relação a junho do ano passado, o INA avançou 8,2%, sem ajuste sazonal. No acumulado de janeiro a junho, a alta foi de 8,8% e, no período de 12 meses encerrado em junho, de 8,2%.

Segundo a Fiesp, o nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) subiu para 83,3% em junho, ante 82,6% em maio e 82,4% em junho do ano passado, considerando o ajuste sazonal. Sem o ajuste, o Nuci ficou em 83,7% em junho, mesmo patamar registrado em maio. Em junho do ano passado, o Nuci, sem ajuste, era de 82,8%.

O total de vendas reais da indústria em junho teve expansão de 8,4% na comparação com maio e de 12% em relação a junho do ano passado, na série sem ajuste sazonal. No acumulado no ano até junho, as vendas reais cresceram 6,6% ante igual período de 2007.

Ainda de acordo com a Fiesp, as horas trabalhadas na produção aumentaram 1,7% em junho ante maio e 6,2% em relação a junho de 2007, sem levar em conta os efeitos da sazonalidade. No acumulado de janeiro a junho, o crescimento foi de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

O total de salários reais (considerando-se o IPC-Fipe) cresceu 0,8% em relação maio e 6,8% ante igual período do ano passado. Já o total de salários nominais subiu 1,8% em junho ante maio, e 13% em relação a junho de 2007. O salário real médio, por sua vez, teve alta de 0,7% ante maio e de 2,3% na comparação com junho de 2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.