Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Fiat mantém seus planos de investimento no Brasil até 2010, ano em que vai aplicar cerca de R$ 1,8 bilhão de um total de R$ 5 bilhões que vem sendo destinados ao País desde 2008, informou nesta terça-feira o presidente da companhia para a América Latina, Cledorvino Belini. O executivo afirmou que a Fiat vai lançar em 2010 vinte produtos entre versões e novos modelos de veículos que consumirão a maior parte do R$ 1,8 bilhão restante do plano de investimento atual.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237574257095&_c_=MiGComponente_C

O próximo ciclo de investimentos no País será divulgado apenas no próximo ano, disse Belini.

Em 2009, o grupo lançou cerca de 15 veículos. A previsão da montadora é de que o mercado brasileiro em 2010 crescerá pelo menos 5% para vendas de cerca de 3,15 milhões de automóveis e comerciais leves.

O executivo evitou comentar se a Fiat terá de abrir uma nova fábrica no País, dado que está operando a 100% de sua capacidade produtiva de 800 mil veículos por ano.

Contudo, afirmou que uma das opções para a região da América Latina é ampliar as instalações em Córdoba, na Argentina.

Belini falou com a imprensa dias após a Volkswagen ter anunciado investimento de R$ 6,2 bilhões no Brasil até 2014 e a Ford ter revelado plano de investir R$ 4 bilhões no País de 2011 a 2014.

Líder de mercado, a Fiat vai fechar 2009 com lucro líquido, mas com possibilidade de queda nas margens diante do aumento da competitividade no País, segundo Belini.

O executivo não disse se espera aumento ou queda no lucro em relação ao resultado líquido positivo de 1,9 bilhão de reais no país em 2008, crescimento de 10,5 por cento sobre 2007.

Leia mais sobre automóveis

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas