Tamanho do texto

Cerca de 50.000 líderes da indústria do turismo inauguraram nesta segunda-feira em Londres mais uma edição da Feira Mundial do Turismo, que acontece em meio a fortes temores sobre o impacto da maior crise financeira do século sobre o setor.

Os ministros do Turismo de mais de 100 países discutirão o "impacto da crise" no World Travel Market de Londres, estudando formas de atenuá-lo, indicou Fiona Jeffery, presidente da feira.

"O turismo deve examinar como as incertezas econômicas afetarão a indústria, sem perder de vista seu compromisso de apontar soluções para os desafios globais, principalmente o aquecimento global, o desenvolvimento sustentável e a pobreza", explicou.

Além disso, Jeffery afirma que outro tema a ser discutido na feira - que termina na quinta-feira - é a exploração de crianças pela indústria do turismo.

A WTM, uma das maiores feiras do turismo mundial e a maior da Europa, reúne este ano mais de 5.000 expositores, que apresentam suas ofertas turísticas.

A Feira londrina prevê atrair este ano cerca de 47.000 pessoas, segundo os organizadores.

ame/ap/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.