Tamanho do texto

Nova York, 18 set (EFE).- O grupo FedEx anunciou nesta quinta que teve um lucro líquido de US$ 384 milhões durante seu primeiro trimestre fiscal (junho-agosto), o que supõe uma baixa de 22% com relação ao resultado de um ano antes.

O grupo, com sede no Tennessee, informou hoje que sua receita no mesmo período aumentou 8%, alcançando US$ 9,97 bilhões.

"As condições da economia representam um desafio, mas a FedEx está adotando medidas contundentes e preventivas para atravessar este difícil ciclo", afirmou o presidente do grupo, Frederick Smith.

Ele afirmou estar comprometido "com a implementação de estratégias que melhorem a experiência dos clientes, aumentem a fração de mercado, reduzam as despesas, enriqueçam o lucro e garantam o êxito a longo prazo da companhia".

Apesar da diminuição do lucro trimestral (de US$ 1,58 para US$ 1,23 por ação), a companhia confirmou sua previsão para o conjunto do ano (de US$ 4,75 a US$ 5,25 por ação), com a perspectiva de que a despesa derivada do combustível seja mais baixa que no exercício anterior.

Além disso, anunciou um aumento dos custos de transporte de 6,9% a partir de janeiro para as atividades nos Estados Unidos e para o exterior.

A FedEx reconheceu que não vê sintomas de melhora a curto prazo das condições econômicas dos EUA e que o arrefecimento internacional também começa a ser notado em seu negócio. EFE mgl/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.