Tamanho do texto

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Ben Bernanke, disse ontem que o banco manterá atenção ao risco de formação de uma nova bolha de preço de ativo em consequência do elevado estímulo aplicado para conter a desaceleração da economia dos Estados Unidos. Durante a audiência para sua confirmação na presidência da instituição no Senado, Bernanke acrescentou não acreditar que os ativos americanos estão desalinhados e que não cabe ao Fed lidar com bolha de ativos em outros países.

A China recentemente acusou os Estados Unidos de alimentar outra bolha com sua política de manutenção das taxas de juro em níveis próximo a zero. Bernanke afirmou que outros países têm seus próprios instrumentos, tais como de política fiscal e monetária, assim como taxas de câmbio flexível, as quais podem utilizar para lidar com problemas de desalinhamento em seus ativos.

O Fed de Nova York deu ontem o primeiro passo em direção à retirada dos expressivos montante de estímulo que concedeu aos mercados nos últimos dois anos. Para retirar dinheiro do sistema, o Fed vendeu US$ 180 milhões em Treasuries em operação de recompra reversa de três partes para três dias. Em uma operação de compra reversa, o Fed vende ativos com o compromisso de comprá-los mais tarde a uma taxa mais elevada. O Fed recebeu US$ 180 milhões de ofertas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.