Tamanho do texto

Na comparação mensal, o índice ficou praticamente estável em junho, com alta de 0,03%

selo

O Índice de Custo de Vida da Classe Média (ICVM) do município de São Paulo acumula alta de 3,35% no primeiro semestre deste ano e elevação de 6,16% nos últimos 12 meses encerrados em junho, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio) em parceria com a Ordem dos Economistas do Brasil (OEB). Na comparação mensal, o índice ficou praticamente estável (+0,03%) em junho ante maio.

A ligeira alta de 0,03% em junho foi impulsionada pela categoria vestuário, que subiu 1,12% no período, reflexo do aumento do preço do algodão no mercado internacional. Em seguida, estão despesas pessoais (0,79%), saúde (0,36%), habitação (0,32%) e educação (0,05%). Dois setores apresentaram recuo no período. Em transportes, houve queda de 0,90% devido às baixas recentes nos preços de gasolina e etanol. Já na categoria alimentação, houve queda de 0,51% devido à baixa no preço de frango, verduras e tubérculos.

Nos últimos 12 meses, a alta de 6,16% do ICVM foi puxada pelo setor de alimentação, que apresentou avanço de 8,39%, a maior elevação entre as sete categorias pesquisadas. Em seguida estão transportes, (7,15%), educação (6,87%), despesas pessoais (6,78%), saúde (6,54%), vestuário (4,83%) e habitação (4,18%).