Tamanho do texto

Linha de crédito para a aquisição, exportação de bens de capital e inovação passa a ser de R$ 14 bilhões

Em reunião extraordinária realizada ontem, o Conselho Monetário Nacional (CMN) realocou R$ 2 bilhões para a linha de financiamento do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES. “Com a alteração, as contratações subvencionadas pela pelo Tesouro Nacional passarão a ter o limite de R$ 14 bilhões”, diz em nota o órgão subordinado ao Ministério da Fazenda,

Com a mudança, o saldo em caixa do PSI passa de R$ 500 milhões para R$ 2,5 bilhões a partir da retirada de recursos de linhas de crédito para ônibus e caminhões.

A linha de financiamento vale para empresas com receita operacional bruta anual de até R$ 90 milhões. A taxa de juros se mantém em 6,5% ao ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.