Tamanho do texto

Petroleira vai anunciar na segunda-feira que pretende se desfazer de sua participação na refinaria japonesa

A Exxon Mobil planeja devolver uma grande parte de sua fatia de 50 por cento na refinaria japonesa TonenGeneral Sekiyu KK a seu parceiro no negócio, num acerto que poderia valer cerca de 300 bilhões de ienes (3,9 bilhões de dólares). A empresa fará o anúncio da venda já na manhã de segunda-feira, disseram à Reuters quatro fontes com conhecimento direto do assunto.

Leia também : Exxon estuda comprar companhia no Curdistão

A Exxon Mobil reterá aproximadamente 20 por cento da TonenGeneral, mas o negócio representará na prática um recuo da gigante petrolífera norte-americana na terceira maior economia do mundo, num momento em que direciona seus recursos para os mercados emergentes e a exploração de recursos naturais.

A iniciativa também poderá provocar um realinhamento nas refinarias de petróleo no Japão, que vêm reduzindo sua capacidade para enfrentar a queda na demanda em uma economia enfraquecida e uma mudança em direção a formas de energia mais eficientes e menos prejudiciais ao meio ambiente, dizem analistas.

No início deste mês a Reuters informou que a Exxon estava mantendo conversações para devolver parte de sua fatia à TonenGeneral. A TonenGeneral, que importa e distribui o petróleo da Exxon no Japão, é a segunda maior refinaria japonesa, atrás da JX Holdings. Concorrentes menores incluem a Idemitsu Kosan, a Cosmo Oil e a Showa Shell.

A Exxon e a TonenGeneral pretendem concluir o negócio por volta do fim do primeiro semestre, disseram as fontes à Reuters, sob condição de anonimato.

Segundo as fontes, a TonenGeneral buscará os recursos para o acerto no Sumitomo Mitsui Banking Corp, Sumitomo Trust Banking,Bank of Tokyo Mitsubishi UFJ e Mitsubishi Trust Bank.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas