Tamanho do texto

As exportações da Alemanha, a maior economia da Europa, caíram 5,5% em abril ante março, para 85,9 bilhões de euros, segundo dados divulgados hoje pelo escritório federal de estatísticas, o Destatis

selo

As exportações da Alemanha, a maior economia da Europa, caíram 5,5% em abril ante março, para 85,9 bilhões de euros, segundo dados divulgados hoje pelo escritório federal de estatísticas, o Destatis. Os números foram ajustados sazonalmente e ao calendário. Na mesma base de comparação, as importações recuaram 2,5%, para 73,9 bilhões de euros.

A queda nas exportações surpreendeu os mercados, já que surge após dois meses de crescimento forte. O superávit comercial ajustado da Alemanha em abril ficou em 12 bilhões de euros, enquanto o superávit não ajustado caiu para 10,9 bilhões de euros, ante os 18,8 bilhões de euros de março. Economistas esperavam um superávit não ajustado de 14,4 bilhões de euros na balança comercial.

Na conta corrente do balanço de pagamentos, o superávit diminuiu para 8,8 bilhões de euros em abril, ante 19,6 bilhões de euros em março. A previsão dos economistas era de um superávit em cota de 12 bilhões de euros. A conta corrente do balanço de pagamentos reúne dados da balança comercial (exportações menos importações), da balança de serviços e das transferências unilaterais.

Os dados acumulados sobre as exportações, no entanto, ainda mostram crescimento forte. A Alemanha exportou 345,1 bilhões de euros entre janeiro e abril deste ano, em termos não ajustados, o que representa uma alta de 18,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, as importações cresceram 21,8%, para 293,4 bilhões de euros.

Indústria

A produção industrial da Alemanha caiu 0,6% em abril, em termos sazonalmente ajustados, em relação a março. Na comparação com abril do ano passado, houve alta de 9,6%. Economistas esperavam que a produção ficasse estável em relação a março.

França

O déficit comercial da França, a segunda maior economia da zona do euro, aumentou para 7,14 bilhões de euros em abril, acima do déficit de 5,91 bilhões de euros registrado em março, segundo a alfândega do país. O resultado superou a previsão dos economistas, que esperavam déficit de 5,9 bilhões de euros.

As exportações caíram para 34,4 bilhões de euros em abril, ante 35,09 bilhões de euros em março, enquanto as importações cresceram para 41,55 bilhões de euros, ante 40,99 bilhões de euros.

Grécia

A produção industrial da Grécia despencou 11% em abril, em comparação com o nível do mesmo mês do ano passado, após recuar 8% em março, segundo a agência de estatísticas estatal, a Esa. No setor de mineração, a produção diminuiu 6,4%, enquanto houve queda de 11,3% no segmento de manufatura, de 12,2% no de eletricidade e de 6,8% no de abastecimento de água. Em abril do ano passado foi registrada uma queda de 6,3% em relação ao mesmo mês de 2009. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.