Tamanho do texto

Redução de venda de manufaturados foi de 2,9% ante março de 2011, saindo de US$ 353,8 milhões para US$ 343,4 milhões

selo

Os produtos básicos voltaram a ganhar força nas exportações brasileiras em março, até o dia nove. Em contrapartida, houve um recuo significativo das vendas de itens semimanufaturados e manufaturados, conforme divulgou nesta segunda-feira o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A média das exportações em março até a segunda semana do mês foi de US$ 931 milhões, um aumento de 1,4% na comparação com a média do mesmo mês inteiro de 2011, quando ficou em US$ 918,4 milhões.

Leia também: Balança: superávit em março até dia 9 é de US$ 260 milhões

A média das exportações dos produtos básicos no período registrou avanço de 5,7% na comparação com a média vista ao longo de março de 2011, passando de US$ 417,3 milhões para US$ 441,1 milhões. Os principais destaques citados pelo MDIC foram algodão em bruto, petróleo em bruto, fumo em folhas, carne de frango e suína e minério de ferro.

Já a média das vendas de semimanufaturados caiu 3,8% no mês até o dia 9, ante a média verificada em março do ano passado, saindo de US$ 129 milhões para 124,1 milhões. Os principais recuos foram vistos em ferro/aço, açúcar em bruto, zinco em bruto, ferro fundido e couros e peles.

No caso dos manufaturados, a redução foi de 2,9% na mesma base de comparação, saindo de US$ 353,8 milhões para US$ 343,4 milhões. O vilões deste segmento foram automóveis, óleos combustíveis, veículos de carga, calçados e suco de laranja não congelado.

Na comparação com a média verificada em fevereiro deste ano, a média das exportações caiu 1,9%, de US$ 948,8 milhões para US$ 931 milhões. Mais uma vez, os produtos básicos foram destaque, com alta de 12,4% (de US$ 392,4 milhões para US$ 441,1 milhões). Os manufaturados desabaram 12,5% nesse período de comparação, passando de US$ 392,4 milhões para US$ 343,4 milhões. Praticamente na mesma proporção de queda ficaram os semimanufaturados (12,8%), saindo de US$ 142,4 milhões para US$ 124,1 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.