Tamanho do texto

SÃO PAULO - Quatro executivos da mineradora australiana Rio Tinto admitiram terem aceitado subornos, se declarando culpados durante uma audiência ocorrida ontem na China. O australiano Stern Hu e os chineses Liu Caikui, Ge Minqiang e Wang Yong foram presos em julho enquanto negociavam com autoridades chinesas sobre o preço do minério de ferro.

Eles são acusados de aceitarem subornos, obterem informações privilegiadas, que colaboraram com as negociações da Rio Tinto, além de violarem segredos comerciais.

Segundo informaram hoje os advogados dos executivos, os acusados admitiram a culpa, mas ainda contestam as quantias dos subornos. As acusações têm gerado tensões nas negociações entre as mineradoras multinacionais e as siderúrgicas chinesas.

O mercado da China representou 24% das vendas da Rio Tinto no ano passado. Ao mesmo tempo do julgamento, o presidente da companhia, Tom Albanese afirmava em Pequim que a mineradora se compromete em aumentar os laços comerciais com a China.

(Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.