Tamanho do texto

Em dia de pânico nos mercados, presidente fala sobre rebaixamento da nota de crédito americana pela agência Standard & Poor's

O presidente Barack Obama afirmou nesta segunda-feira que os Estados Unidos sempre foram e sempre serão uma nação triplo-A , “não importa o que uma agência de classificação de risco diga”. 

O pronunciamento ocorre após a Standard & Poor’s ter rebaixado o rating americano de "AAA" para "AA+". A agência também colocou a nota em "perspectiva negativa".

AFP
"Não importa o que uma agência de classificação de risco diga, os Estados Unidos sempre foram e sempre serão uma nação triplo-A", diz Obama
A classificação “AAA” é a nota máxima concedida pela agência para países cuja economia é considerada estável e altamente confiável, com o menor risco de calote da dívida.

Em dia de pânico nos mercados , Obama disse estar confiante na recuperação do país e na adoção das reformas necessárias. “Sempre haverá fatos econômicos que não podemos controlar. Mas como respondemos a esses testes, isso depende de nós”, disse Obama.

Segundo ele, os problemas dos EUA “de solução iminente”. O presidente voltou a defender a manutenção do corte de impostos da folha de pagamento, o que promoveria o consumo e geraria empregos. Também falou sobre a necessidade de uma reforma tributária, que imporia taxas mais pesadas para os mais ricos.

Obama afirmou que anunciará na semana que vem uma nova proposta para lidar com a dívida federal.

O presidente disse perceber “certo ceticismo” no mercado, após o impasse político entre republicanos e democratas sobre a elevação do teto da dívida pública do país.

Em sua avaliação, o rebaixamento da nota de crédito dos EUA ocorreu, “não tanto porque eles duvidam da nossa capacidade de pagar nossa dívida”, mas porque eles “duvidaram da habilidade do nosso sistema político para agir”.

Para Obama, a decisão da S&P traz “renovado senso de urgência” para que os partidos resolvam a questão. Mas acrescentou: “O fato é que não precisamos de uma agência de classificação de risco para nos dizer que precisamos de uma redução balanceada e de longo-prazo da dívida”.

“Sempre seremos a nação mais empreendedora do mundo”, diz Obama. “Temos não só a capacidade, mas a determinação para moldar nosso futuro”.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.