Tamanho do texto

A Hewlett-Packard, a última componente do índice Dow Jones a divulgar seu resultado trimestral, está entre as companhias que anunciam balanços na próxima semana, que será mais curta em virtude do feriado de Ação de Graças, na quinta-feira. Por conta disso, vários importantes indicadores econômicos serão divulgados até a quarta-feira, incluindo vendas de imóveis residenciais, PIB revisado do terceiro trimestre e renda e gastos com consumo pessoal.

SENADO VOTA NESTE SÁBADO MEDIDA QUE PODE DAR INÍCIO AO DEBATE DA REFORMA DA SAÚDE

O líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid, agendou para a noite de sábado a votação de um importante procedimento que permitirá à casa formalmente considerar a legislação de reforma do setor de saúde. Se Reid assegurar 60 votos - o número necessário para romper uma obstrução - o Senado começará o debate sobre o projeto de lei depois que os legisladores voltarem do recesso do feriado de Ação de Graças. A proposta de reforma, no valor de US$ 848 bilhões, vai estender a cobertura de seguro-saúde aos americanos que ainda não têm um. Os contrários ao projeto de lei marcaram manifestações no sábado em pelo menos quatro grandes cidades, incluindo Los Angeles e Chicago.

BALANÇO DA HEWLETT-PACKARD VAI DETALHAR SEGMENTOS

Embora a Hewlett-Packard já tenha feito um pré-anúncio do seu quarto trimestre fiscal, os investidores vão observar com atenção qualquer sinais de melhora na saúde do setor de alta tecnologia. A HP deve divulgar seu balanço trimestre após o fechamento do mercado na segunda-feira, mas na semana passada já havia informado que registrou um lucro de US$ 0,99 por ação sobre uma receita de US$ 30,8 bilhões, comparado com um lucro de US$ 0,84 por ação sobre uma receita de US$ 33,6 bilhões obtidos em igual período do ano passado. Os analistas vão procurar detalhes sobre os segmentos operacionais da companhia, tais como seu negócio de computadores pessoais e impressoras. Eles também querem ver sinais adicionais de crescimento no negócio de serviços da companhia.

BARNES & NOBLE DEVE ANUNCIAR PREJUÍZO MAIOR

A Barnes & Noble deve anunciar no seu segundo trimestre fiscal um prejuízo, excluindo itens, maior do que há um ano com base em uma receita ligeiramente maior. A maior rede de livrarias dos EUA, que divulga seu balanço na terça-feira, disse no mês passado que antecipava um prejuízo de US$ 0,45 a US$ 0,55 por ação, em parte por causa dos custos relacionados à recente compra por US$ 514 milhões da Barnes & Noble College Booksellers, que antes pertencia ao chairman da Barnes & Noble, Leonard Riggio.

Também na terça-feira, a rival Borders Group, segunda maior varejista de livros dos EUA, adotou importantes medidas para reduzir espaço e estoques e reduzir as categorias de música e DVD, com fraco desempenho.

VENDAS MELHORES DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS EM OUTUBRO

Os economistas preveem que os relatórios de vendas de imóveis residenciais usados e novo de outubro, que serão divulgados na segunda e quarta-feira, respectivamente, vão mostrar crescimento em comparação com o mês passado, dando continuidade à tendência geral iniciada no final da primavera (no hemisfério norte). Na terça-feira, será divulgado a pesquisa S&P Case-Shiller com detalhes dos preços das residências nas 20 principais áreas metropolitanas dos EUA.

O governo provavelmente vai revisar sua estimativa para o PIB do terceiro trimestre para um crescimento de 3% na terça-feira, de uma estimativa inicial de expansão de 3,5%. Também neste dia, a Conference Board divulga seu índice de confiança do consumidor e, na quarta-feira, a Universidade de Michigan solta o dado final do índice de sentimento do consumidor.

Ainda na quarta-feira, o governo divulga o indicador de encomendas de bens duráveis e a renda e gastos com consumo pessoal, todos de outubro.

FED DIVULGA ATA DA REUNIÃO DOS DIAS 3 E 4

O Federal Reserve divulgará a ata do último encontro de política monetária, realizado nos dias 3 e 4, na terça-feira. No encontro, o banco central norte-americano manteve sua meta para a taxa dos Fed Funds inalterada na faixa de zero a 0,25%, nível em que está desde dezembro passado, e reafirmou que o juro permanecerá baixo por um "período prolongado". No comunicado divulgado junto com a decisão, o Fed finalmente listou as "condições econômicas" que garantem a manutenção dos juros próximos de zero: baixa utilização de recursos, tendência de inflação contida e expectativa de inflação estável.

As unidades do Fed divulgam ao longo da semana os índices de atividade industrial regionais: na segunda-feira, Fed de Chicago; na terça-feira, Fed de Richmond; e, na quarta-feira, Fed de Kansas City.

TESOURO VAI VENDER US$ 118 BILHÕES EM TREASURIES

Na próxima semana, o Departamento do Tesouro vai leiloar um total recorde de US$ 118 bilhões em T-notes e US$ 61 bilhões em T-bills na próxima semana.

Na segunda-feira (23), serão leiloados US$ 30 bilhões por meio da reabertura de uma emissão de T-bills de três meses com vencimento em 25 de fevereiro de 2010. No mesmo dia, também serão ofertados US$ 31 bilhões em T-bills de seis meses com vencimento em 27 de maio de 2010.

Ainda na segunda-feira, o Tesouro leiloará US$ 44 bilhões em T-notes de dois anos com vencimento em 30 de novembro de 2011.

Na terça-feira (24), serão ofertados US$ 42 bilhões em T-notes de cinco anos com vencimento em 30 de novembro de 2014.

Na quarta-feira (25), serão vendidos US$ 32 bilhões em T-notes de sete anos com vencimento em 30 de novembro de 2016. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.