Tamanho do texto

O secretário do Tesouro americano, Tim Geithner, garantiu, nesta terça-feira, no Senado, não estar pedindo fundos adicionais para salvar os bancos, mas admitiu que não poderia, honestamente, descartar tal possibilidade.

"Não estou aqui, hoje, diante de vocês, para lhes pedir que autorizem recursos suplementares", declarou Geithner à Comissão Bancário do Senado, à qual ele acabava de apresentar seu plano de estabilização financeira, anunciado algumas horas antes.

"Quero ser honesto, porém, e acho que esse plano vai custar mais caro à Nação e que ele precisará de recursos substanciais".

"À medida que formos acertando os detalhes desse plano, consultando-os, saberemos melhor o que será necessário para fazê-lo funcionar e se precisaremos de recursos suplementares", acrescentou.

mj/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.