Tamanho do texto

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) afirmou hoje que adiará até meados de 2010 a decisão sobre um eventual aumento da quantidade de etanol adicionada à gasolina comum, medida que teria grandes consequências para produtores e para a indústria automobilística. A agência informou que os testes com as misturas não terminaram, mas dois deles indicam que os motores de carros mais novos provavelmente poderiam trabalhar com porcentagem de etanol superior aos 10% permitidos atualmente na gasolina.

O anúncio foi recebido com entusiasmo pela indústria de etanol, que interpretou a ação como um sinal de que a EPA está se preparando para autorizar uma proporção de 15% de etanol na gasolina.

Segundo Wesley Clark, copresidente da Growth Energy - grupo que promoveu petição para que a EPA autorizasse uma porcentagem maior de etanol - "este anúncio é um forte sinal de que estamos nos preparando para chegar ao E15". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.