Tamanho do texto

SÃO PAULO - Estudo divulgado hoje pelo Boston Consulting Group (BCG) aponta que o mercado brasileiro de private banking ainda tem enorme potencial de crescimento. De acordo com os dados apresentados, atualmente estão sob a tutela desses gestores um montante de R$ 261 bilhões, que representam apenas 11% do total de ativos de pessoas físicas disponíveis para administração.

Na avaliação do sócio do BCG no Brasil, André Xavier, muitos clientes com potencial financeiro de serem atendidos pelo mercado de private brasileiro ainda estão de fora. Para ele, cerca de 40% do total de ativos de pessoas físicas poderiam estar neste mercado, o que representaria um montante próximo a R$ 966 bilhões.

O estudo também revela que a maior parte dos ativos sob gestão dos private bank brasileiros são de clientes de altíssima renda, que têm aplicações superiores a US$ 20 milhões. Na Ásia e na Europa, por exemplo, a atuação desses bancos é bem dividida, com participação importante entre os clientes menores (abaixo de US$ 1 milhão).

Mesmo assim, o mercado brasileiro mostrou crescimento importante em 2007. O valor sob a gestão dos private bank cresceu 48% em relação ao ano anterior, acima da média global, que ficou em abaixo dos 25%.

Os dados apresentados levam em conta os valores fornecidos por 12 instituições brasileiras, que representam mais de 60% dos ativos sob gestão do segmento de private bank.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.