Tamanho do texto

Presidente do banco destaca obstáculos ao avanço, porém se mostra otimista com as melhoras institucionais e perspectivas da região

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno, disse nesta segunda-feira que esta "deve ser" a década da América Latina, mas alertou que a região tem de aproveitar o momento.

"A década que acaba de começar deve ser a década da América Latina e do Caribe", declarou Moreno durante a sessão plenária da Assembleia de governadores do BID, reunidos nesta segunda-feira na cidade de Calgary, no oeste do Canadá. Segundo ele, o rápido crescimento da região deveria permitir a consolidação dos avanços na luta contra a pobreza e a construção de "sociedades mais justas e inclusivas".

Moreno advertiu que o destino não está garantido, mas destacou que a América Latina tem "uma possibilidade real" em suas mãos. O presidente do BID afirmou que a região tem a opção de tomar decisões corajosas e aproveitar o vento que sopra a seu favor.

No entanto, segundo ele, se a América Latina ficar de "braços cruzados" e com "atitude de complacência", será difícil que o desenvolvimento avance na velocidade necessária. Apesar da advertência, Moreno se mostrou "otimista" e disse ser "testemunha" das melhoras institucionais e de "uma nova atitude" dos Governos, empresários e sociedades em seu conjunto.