Tamanho do texto

Moscou, 13 jan (EFE).- Os primeiros-ministros da Eslováquia, Robert Fico, e Bulgária, Sergei Stanishev, visitarão na quarta-feira Moscou para participar de reuniões urgentes sobre a crise de gás, informou hoje seu colega russo, Vladimir Putin.

O dirigente disse que conversou hoje por telefone com Stanishev e Fico, para lhes explicar que a Ucrânia tinha impedido hoje a retomada do fornecimento de gás russo à Europa, e que os três decidiram se reunir em Moscou para realizar consultas.

Putin deixou claro que pedirá a Eslováquia e Bulgária que pressionem a Ucrânia, ao assinalar que "é necessário que os países destinatários do fornecimento de gás russo trabalhem ativamente com a direção ucraniana".

As declarações do premiê aconteceram depois de uma reunião com o presidente do consórcio russo Gazprom, Alexei Miller, que responsabilizou a Ucrânia pela obstrução do reatamento do trânsito de gás à Europa.

Miller taxou de "inconsistentes" as explicações de Kiev de que a Gazprom pretendia retomar o trânsito de gás aos Bálcãs por uma rota diferente da habitual, o que alteraria o fornecimento interno a quatro regiões ucranianas. EFE se/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.