Tamanho do texto

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, afirmou hoje que a entrada do grupo francês Vivendi com a compra da operadora GVT é saudável para a economia brasileira e para o setor de telecomunicações. Agora, teremos mais um grande grupo (de telefonia) atuando no Brasil.

Serão cinco grandes grupos", afirmou Sardenberg, referindo-se ao fato de já operarem no País a Telefônica, a Oi, a Tim e o grupo Telmex, dono da Embratel e da Claro.

Sardenberg observou que a Vivendi tem experiência também na produção de conteúdo e que a empresa já anunciou que pretende trazer esse conhecimento para o Brasil. Na semana passada, a Anatel aprovou, sem impor condições, o pedido de anuência prévia feito pela Vivendi para a compra da GVT. Na mesma reunião, a Anatel aprovou autorização para venda da GVT à Telefônica, que acabou não se concretizando.

Sardenberg reiterou que está empenhado em lançar o quanto antes licitações de novas licenças para o setor de telefonia, especialmente a chamada Banda H, da telefonia celular. Ele previu que as próximas licitações despertarão grande interesse das empresas. "Está havendo um aumento de interesse pelo Brasil. Isso tende a fazer com que as licitações sejam competitivas", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.