Tamanho do texto

Sócio da fabricante de componentes de alumínio Mextra, Ivan Barchese enfrenta a primeira grande crise econômica como empreendedor. Com sua empresa crescendo a uma média de 40% nos últimos anos, ele tenta buscar o lado positivo da situação.

"Estamos aproveitando para buscar uma eficiência operacional que pode ter ficado esquecida", diz. Cristiano Buerguer, da Tecnoblu, também estreante em crises, está otimista. "Vamos investir numa nova linha de produtos para as classes B e C."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.