Tamanho do texto

Aumento ficou acima da previsão dos economistas, de 2,0%

As encomendas de bens duráveis nos EUA cresceram 3,0% em dezembro, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 214,52 bilhões, informou hoje o Departamento de Comércio. O aumento ficou acima da previsão dos economistas, de 2,0%. Os ganhos nas encomendas de carros, aeronaves comerciais, maquinário, equipamentos de comunicação e metais primários lideraram o aumento sólido, compensando recuos em equipamentos técnicos e metais fabricados. Em novembro, o total de encomendas foi revisado para cima, para alta de 4,3% - anteriormente, essa alta havia sido colocada em 3,8%.

As encomendas de bens de capital excetuando-se aqueles de defesa e aeronaves subiu em 2,9% em dezembro, sugerindo que algumas empresas mostram-se mais confiantes com a ainda difícil recuperação econômica. As encomendas não atendidas subiram 1,5%, um sinal encorajador para as manufaturas porque esta categoria é um sinal de demanda futura. O índice é o mais forte desde março de 2008. Em todo o ano, as encomendas de bens duráveis subiram 10,0% em 2011, após avançarem 15,5% durante 2010 e recuarem 27,6% em 2009.

Fora do setor de transportes, as encomendas de bens duráveis subiram 2,1% em dezembro, após alta de 0,5% no mês anterior. Excluindo-se as encomendas ligadas à defesa, a alta nas encomendas de bens duráveis ficou em 3,5% em dezembro, após subirem 4,6% no mês de novembro. Os embarques de bens duráveis subiram 2,1% no mês passado. Já os estoques registraram alta de 0,3%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas