Tamanho do texto

Empresas anunciaram fusão neste mês para formar a maior companhia aérea do mundo

A UAL Corp e a Continental Airlines, que anunciaram fusão este mês para formar a maior companhia aérea do mundo, divulgaram nesta quinta-feira resultados que reverteram prejuízos sofridos um ano antes, ampliando a recuperação do setor.

A UAL, controladora da antiga United Airlines, teve lucro líquido de US$ 387 milhões, ou US$ 1,75 por ação, ante prejuízo de US$ 57 milhões, ou US$ 0,39 por ação, um ano antes.

A Continental teve lucro líquido de US$ 354 milhões, ou US$ 2,16 por ação, comparado com prejuízo um ano antes de US$ 18 milhões, ou US$ 0,14 por papel.

As companhias combinadas formarão uma nova United Airlines controlada pela United Continental Holdings, mas que continuam funcionando separadamente enquanto buscam um único certificado de operação junto ao governo dos Estados Unidos.

A receita operacional somou US$ 5,39 bilhões no caso da UAL, alta de 21,7%, e US$ 3,95 bilhões, na Continental, 19,2% maior na relação anual.

United e Continental encerraram o terceiro trimestre com um caixa combinado de US$ 9,1 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.