Tamanho do texto

Cerca de R$ 6 milhões foram investidos no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (Inbeb)

nullUm novo centro de pesquisas, que pode ajudar na descoberta de tratamentos para doenças como câncer e Alzheimer, já está funcionando na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Os aparelhos da unidade são os únicos na América Latina. Cerca de R$ 6 milhões foram investidos nas instalações do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (Inbeb).

Os novos equipamentos também estarão disponíveis para pesquisadores de outras universidades e especialistas de outros países.


    Leia tudo sobre: Inovação
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.