Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Tapume 3D mostra apartamento em tamanho real

Tecnologia desenvolvida em Porto Alegre reproduz sala de estar de apartamento em tapume exposto na rua

Bruna Bessi, iG São Paulo |

Conhecer virtualmente um apartamento decorado já é uma realidade possível no Brasil. A terceira dimensão acaba de chegar ao setor imobiliário com o “tapume 3D”. O projeto, desenvolvido pelas empresas Smart! e Neorama, reproduz a sala de estar de um dos apartamentos em tamanho real e transmite a noção de espaço que estaria presente em uma demonstração física.

Divulgação
Tapume 3D mostra sala em tamanho real
A imagem mostrada no tapume, localizado no bairro de Petrópolis, em Porto Alegre (RS), pode ser vista mesmo sem os óculos 3D. Mas, quando utilizados, eles oferecem melhor percepção de resolução e profundidades. O tapume fica exposto na rua e tem 10 metros de comprimento e poucos mais de 2,70 metros de altura. Os óculos usados para criar o efeito são distribuídos gratuitamente conforme a demanda.

Não há projeção; a imagem da sala de estar é impressa e colada no tapume duas vezes, com perspectivas ligeiramente diferentes para criar um efeito tridimensional. A tecnologia 3D usada é conhecida como anaglifo, quando os óculos possuem uma lente vermelha e outra azul, fazendo com que cada olho identifique a imagem de um ângulo diferente e o cérebro una-as em uma única figura tridimensional.

A idéia do projeto foi desenvolvida pela empresa Smart!, uma incorporadora de empreendimentos de pequeno porte, e sua execução foi realizada pela empresa Neorama, especializada no desenvolvimento de cenários digitais, animações e filmes de realidade virtual. Segundo Carlos Eduardo Voegeli, sócio da incorporadora Smart!, o projeto atendeu às necessidades dos clientes e da empresa. “O ponto mais interessante é que conseguimos passar ao comprador a sensação do apartamento decorado, sem transferir a ele esse custo adicional que elevaria o valor do empreendimento”, afirma Carlos Eduardo Voegeli, engenheiro e sócio da incorporadora Smart!.

Além da inovação no uso da tecnologia 3D, o tapume representou uma economia importante nos custos do projeto. “Se usássemos a mesma decoração empregada na imagem gastaríamos de R$ 200 a 250 mil, um gasto significativo e que seria repassado aos clientes. O tapume custou em torno de R$ 20 mil e representou uma grande economia”, afirma Márcio Carvalho, engenheiro e sócio das empresas.

Antonio Carlos Sementille, professor do curso de computação da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), acredita que um dos benefícios dessa tecnologia é o aumento do grau de imersão do usuário na realidade virtual. “A idéia do 3D é conseguir transpor o real de maneira satisfatória para a virtualidade. É um ganho, porque o usuário se sente imerso. Algumas técnicas já possibilitam até a interação com objetos virtuais”, diz.
 

Leia tudo sobre: tapume3Drealidade virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG