Tamanho do texto

Petroleira planejava levantar até R$ 1,25 bilhão com operação mas a interrompeu para mudar estrutura corporativa

selo

A companhia de equipamentos de petróleo e gás norueguesa SeaDrill Ltd. anunciou nesta segunda-feira que decidiu adiar os planos de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) de sua unidade brasileira a fim de ganhar tempo para fazer algumas mudanças em sua estrutura corporativa. No início deste mês, a Seabras Serviços de Petróleo S.A., unidade brasileira da SeaDrill, disse que pl anejava levantar entre R$ 960 milhões e R$ 1,25 bilhão (entre US$ 545 milhões e US$ 709 milhões) por meio de um IPO na BM&FBovespa. A companhia planejava começar a negociar suas ações no dia 13 de fevereiro.

Leia também: IPO da Seabras pode chegar a R$ 1,684 bilhão

"A Seabras concordou com a Petrobras em realizar algumas mudanças na sua estrutura corporativa. Não será possível completar a reestruturação corporativa, receber permissões para empréstimos de bancos e fretadores dentro do tempo limite para fazer o registro baseado na contabilidade do terceiro trimestre de 2011", afirmou a companhia em um comunicado.

"A consequência é que Seabra vai fazer um novo registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que reflete a estrutura corporativa revisada. Este documento irá incluir a contabilidade do quarto trimestre de 2011 e está previsto para ser concluído no início de março, com previsão de listagem na na BM&FBovespa em abril de 2012", acrescentou a companhia.

A empresa não revelou mais detalhes sobre o acordo com a Petrobras. No prospecto preliminar da operação, a Seabras afirmou que a Petrobras e qualquer mudança nos contratos existentes pode causar um impacto grande em suas atividades. As informações são da Dow Jones.