Tamanho do texto

Ação da fabricante de smartphones chegou a saltar mais de 7% após reportagem afirmar que Barbara Stymiest lidera a corrida

A Research In Motion (RIM) está prestes a remover seus copresidentes-executivos de seu outro cargo como copresidentes do Conselho de Administração, afirmou um jornal canadense nesta terça-feira, levantando esperanças em meio a investidores sobre uma valorização da empresa.

A ação da fabricante de smartphones chegou a saltar mais de 7% por uma reportagem do jornal National Post afirmando que Barbara Stymiest, atual membro independente do conselho da RIM, está liderando a competição para substituir Mike Lazaridis e Jim Balsillie no posto de copresidentes do Conselho de Administração. O jornal citou "fontes familiares com a situação".

Leia mais : RIM reduz preço de todas as versões do PlayBook para R$ 550

"Qualquer conversa sobre um presidente do Conselho independente vai dar um impulso à empresa. Isso aumentaria a probabilidade de que a RIM seja mais valorizada", disse Colin Gillis, analista da BCG Partners.

A ação da RIM cedeu 75% no ano passado após uma série de alertas de lucro, além de vendas fracas de seu tablet PlayBook.

Veja também : Microsoft e Nokia estudam oferta conjunta pela RIM

O recuo expressivo dos papéis da RIM fez com que alguns analistas e investidores pedissem que ela considere alternativas estratégicas como uma cisão ou venda total da companhia.

Lazaridis e Balsillie, segundo e terceiro maiores acionistas da RIM, com pouco mais de 5% de participação acionária cada, provavelmente resistiriam a tal medida, afirmaram analistas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas