Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Philips registrou lucro líquido de 524 milhões de euros no terceiro trimestre

. Um ano antes, o lucro tinha sido de 176 milhões de euros. O resultado foi guiado pelo desempenho melhor nos segmentos operacionais da empresa, especialmente Iluminação e Cuidados com saúde, bem como um lucro financeiro mais alto. Vale notar que, no trimestre mais recente, a companhia teve um ganho extraordinário relativo à venda de sua participação na unidade de semicondutores NXP. "Olhando para o desempenho de nossos três setores, tanto Cuidados com saúde e Iluminação apresentaram um bom trimestre em termos de lucratividade assim como de crescimento. Estilo de Vida do Consumidor melhorou a lucratividade, apesar de fraca demanda em alguns mercados", comentou o executivo-chefe da Philips Electronics, Gerard Kleisterlee. O lucro antes de juros e impostos somou 517 milhões de euros nos três meses até setembro, passando os 237 milhões de euros de igual intervalo de 2009. As vendas somaram 6,159 bilhões de euros entre julho e setembro, excedendo os 5,621 bilhões de euros de um ano antes. Ao fim do terceiro trimestre, a Philips tinha uma posição de endividamento líquido de 80 milhões de euros, em comparação aos 621 milhões de euros no fechamento de período correspondente de 2009. A empresa observou, contudo, que, em decorrência de um ambiente econômico incerto e da frágil confiança do consumidor em algumas áreas em que atua, adotou uma "visão cautelosa" com relação ao desempenho da receita no trimestre final de 2010. (Juliana Cardoso | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.