Tamanho do texto

Capacidade nominal de processamento de gás no Espírito Santo chegará a 12 milhões de metros cúbicos por dia

A Petrobras colocará em operação esta semana o segundo módulo da unidade de tratamento de gás de Cacimbas (UTGC), a pré-operação da unidade de tratamento de gás sul capixaba (UTG Sul) e o campo de gás de Canapu, no norte do Estado.

Com o começo da atividade das unidades de tratamento, a capacidade nominal de processamento de gás no Espírito Santo chegará a 12 milhões de metros cúbicos por dia, mesmo volume que passará a ser produzido no Estado com o início da operação de Canapu.

O segundo módulo da UTGC terá uma unidade de processamento de gás natural e uma unidade de processamento de condensado de gás natural e elevará a capacidade de processamento do empreendimento, que fica no município de Linhares, para 9 milhões de metros cúbicos por dia.

A produção de gás de cozinha (GLP) passará a 1.800 toneladas por dia. Em comunicado enviado ao mercado, a Petrobras informou que, para 2011, está prevista a inauguração do módulo 3, que elevará a capacidade de processamento para 16 milhões de metros cúbicos de gás, 2.700 toneladas de GLP e 5.300 metros cúbicos de condensado.

Já a UTG Sul, no município de Anchieta, processará até 2,5 milhões de metros cúbicos de gás natural produzido no Parque das Baleias, na parte capixaba da bacia de Campos. Em Canapu será instalado o primeiro projeto de gás natural a operar em águas profundas no Brasil, em lâmina d'água de 1.600 metros. Serão produzidos 2 milhões de metros cúbicos por dia, em um único poço interligado à plataforma do tipo FPSO Cidade de Vitória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.