Tamanho do texto

Estatal abriu licitação no ano passado para 21 sondas, mas decidiu contratar cinco unidades adicionais ao originalmente planejado

selo

A Petrobras informou hoje ter fechado contrato com a Sete Brasil e com a Ocean Rig para o afretamento e operação de 26 sondas de perfuração para serem usadas no pré-sal. A estatal abriu licitação no ano passado para 21 sondas, depois suspendeu o processo e abriu negociação direta com as duas concorrentes. 

Hoje, em comunicado ao mercado, a empresa informou que "em função das condições apresentadas pelas empresas e a demanda existente para o desenvolvimento dos projetos futuros", optou por se beneficiar das condições negociadas e contratar cinco unidades adicionais ao originalmente planejado.

Leia : Lucro da Petrobras cai 5,3% em 2011

A possibilidade de a empresa aumentar o número de sondas para acomodar as ofertas da Sete Brasil e da Ocean foi antecipada pela Agência Estado. A Petrobras detém 10% de participação na Sete Brasil. 

A Sete Brasil ficou com 21 sondas tipo "offline" pela taxa diária média de US$ 530 mil. Já a Ocean Rig ficará com cinco sondas tipo "dupla atividade" com taxa diária média de US$ 548 mil, ambos pelo prazo de 15 anos.

Mais : Investimento da Petrobras em 2011 fica abaixo do fixado

Todas serão construídas no Brasil. A entrega de todas as unidades, com requisitos de conteúdo local variando entre 55% e 65%, deverá ocorrer no prazo compreendido entre 48 e 90 meses, de acordo com os cronogramas estabelecidos nos contratos. 

Segundo a Petrobras, a implementação do projeto considera a construção de novos estaleiros no país, além da utilização da infraestrutura já existente. A contratação considera a possibilidade da redução das taxas diárias médias em caso de obtenção de isenção de PIS/COFINS e em função das condições definitivas de financiamentos a serem acordadas pelas empresas contratadas junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Também : Venda de derivados da Petrobras sobe no 4º trimestre

"A expectativa é que as taxas diárias médias possam ser reduzidas para os valores de até US$ 500 mil no contrato com a Sete Brasil e US$ 535 mil no contrato com a Ocean Rig", diz o comunicado. 

Esses valores podem ainda ser reduzidos caso as partes identifiquem e acordem mecanismos para redução de custos operacionais, segundo a empresa. Com essa contratação, a Companhia conclui o plano de contratação de 28 vinte e oito sondas de perfuração marítima a serem construídas no Brasil para atendimento do programa de perfuração de longo prazo, prioritariamente para utilização nos poços do pré-sal. Um lote de sete sondas já havia sido fechado com a Sete Brasil.

Leia : Alavancagem líquida da Petrobras sobe para 24% no 4º trimestre