Tamanho do texto

"Não creio que as empresas de petróleo necessitem de mais benefícios fiscais", diz. Isenções chegam a US$ 4 bilhões por ano

Obama defende fim dos incentivos fiscais para empresas petroleiras nos Estados Unidos
AP
Obama defende fim dos incentivos fiscais para empresas petroleiras nos Estados Unidos
O presidente Barack Obama afirmou neste sábado que o Congresso deveria acabar com as isenções para empresas petroleiras, que somam 4 bilhões de dólares por ano, e assinalou que os Estados Unidos deveriam desenvolver tecnologias para enfrentar seus problemas energéticos.

"Estas são as mesmas empresas que registraram lucros recordes, milhares de milhões de dólares por ano. Não creio que as empresas de petróleo necessitem de mais benefícios fiscais. O Congresso deveria acabar com esses benefícios", enfatizou durante seu programa semanal de rádio e internet.

Obama afirmou ainda que durante seu governo quase foi duplicado o uso de fontes limpas e renováveis de energia nos Estados Unidos.

"Temos que desenvolver novas tecnologias que nos ajudem a utilizar novas formas de energia", acrescentou.

"Apesar de consumirmos 20% do petróleo do mundo, só temos dois por cento das reservas mundiais", argumentou.

Os comentários de Obama ocorrem em resposta às crescentes críticas dos republicanos, que atribuem a alta dos preços da gasolina a sua política energética.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.