Tamanho do texto

SÃO PAULO - De olho no crescimento do mercado automobilístico brasileiro - quarto maior do mundo -, a montadora japonesa Nissan quer reforçar sua presença no país e alcançar em quatro anos uma participação no mercado de carros próxima a 5% - o equivalente à fatia ocupada atualmente pela francesa Renault

. A meta foi divulgada hoje por Christian Meunier, que chegou há cerca de seis meses ao Brasil para comandar a filial brasileira da Nissan. No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, a participação da fabricante no consumo nacional de automóveis e comerciais leves alcançou 0,98%, mas a empresa quer elevar esse número para 2% já no próximo ano. Para alcançar a marca, a Nissan aposta no sucesso de lançamentos como o compacto March, a ser importado do México a partir do fim do ano que vem, e na expansão da rede de concessionárias. A ideia é mais que dobrar o número de revendas em dois anos, passado de 91 para 200 pontos de venda nesse período. Queremos cobrir todo o país, disse Meunier, durante entrevista a jornalistas na apresentação à imprensa da 26ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, que abre as portas ao público na quarta-feira. Segundo o executivo, o foco das aberturas de lojas estará nas grandes cidades. Em São Paulo, por exemplo, estão previstas três novas concessionárias no mês que vem. (Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.