Tamanho do texto

Maior rede varejista de tênis esportivos teve lucro de US$ 560 milhões no terceiro trimestre fiscal

Nike
Anderson Christian/ImagemDivulgação
Nike
A Nike registrou aumento no lucro trimestral, superando as estimativas do mercado, e deve começar a primavera com forte demanda e tendência de melhores margens.

A maior rede varejista de tênis esportivos teve lucro de US$ 560 milhões, ou US$ 1,20 por ação no terceiro trimestre fiscal, terminado em 29 de fevereiro, ante US$ 523 milhões, ou US$ 1,08 por ação, no ano passado. Analistas, em média, esperavam lucro de US$ 1,17 por ação, de acordo com o serviço financeiro Thomson Reuters I/B/E/S.

As margens da empresa, que têm sido pressionadas pelos altos custos de seus produtos, caíram 2%. Mas isso foi melhor do que a queda de 2,6% no segundo trimestre. A receita da empresa subiu 15% para US$ 5,8 bilhões.

Sediada em Beaverton, Oregon, a Nike viu encomendas futuras com entrega para março e abril aumentarem 15 por cento, mesmo com a rival Adidas esperando uma desaceleração no crescimento de vendas em 2012.

Encomendas futuras, que indicam demanda, são um medidor dos produtos da Nike a ser analisado com atenção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.