Tamanho do texto

Operadora chinesa teve alta de 4,6% nos ganhos do último trimestre de 2011

A China Mobile, maior operadora do mundo em assinantes, teve alta de 4,6% no lucro líquido do quarto trimestre, tendo em vista que as maiores receitas com serviços de dados compensaram os grandes subsídios que a companhia dá aos telefones.

A operadora, que tem valor de mercado de US$ 218 bilhões e compete com China Unicom e China Telecom, pode ver o crescimento se acelerer se fechar um negócio com a Apple para vender iPhone.

A China Mobile vem tentando aumentar os gastos médios do maior mercado de telefonia móvel do mundo, em apenas 15% das 988 milhões de linhas usam banda larga 3G.

A adoção do padrão de origem chinesa TD-SCDMA, que analistas consideram inferior às tecnologias internacionais que os principais concorrentes adotaram, é uma barreira aos esforços para garantir a aliança com a Apple e atrair usuários de telefones de última geração.

No entanto, a Apple pode acabar com esse empecilho se adotar nas próximas versões do iPhone um chip que aceite TD-SCDMA, disseram executivos em coletiva nesta quinta-feira.

A Apple já tem acordos com China Telecom e Unicom para venda do iPhone. A companhia planeja investir 131,9 bilhões de iuans (US$ 21 bilhões) neste ano em meio aos esforços para melhorar a tecnologia e aumentar a cobertura no país. Isso representa uma alta de 2,6% sobre 2011.

A China Mobile teve um lucro líquido de 33,9 bilhões de iuans para o período de outubro a dezembro, de acordo com cálculos da Reuters com base em números do fechado do ano. Analistas esperavam 33,2 bilhões de iuans.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.