Tamanho do texto

Campo entrará em projeto piloto na próxima quinta-feira, em evento que contará com a presença do presidente Lula

A produção de petróleo do campo de Tupi será mantida em 14 mil barris diários até o final de dezembro, quando será instalado um gasoduto para escoar a produção de gás natural, informou o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, nesta segunda-feira.

Tupi, onde atualmente a estatal realiza um Teste de Longa Duração, entrará em projeto piloto na próxima quinta-feira, em evento que contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A plataforma Cidade de Angra dos Reis já está no local onde será interligada aos poços de produção. A unidade tem capacidade para produzir 100 mil barris diários de petróleo, volume que será atingido apenas em 2012. A partir de dezembro os poços serão ligados gradativamente até atingir a capacidade máxima.

Tupi tem entre 5 e 8 bilhões de barris de óleo equivalente em reservas e será o primeiro campo do pré-sal da bacia de Santos a ter comercialidade declarada, o que, segundo a Petrobras, deve ocorrer no final de dezembro.

"A cada poço interligado vai aumentando a produção", disse Gabrielli, lembrando que a agencia reguladora do setor limitou em 500 mil metros cúbicos diários até o dia 30 de dezembro a queima de gás em Tupi, o que limita a produção aos 14 mil b/d..

Com o gasoduto, o gás deixará de ser um limitador da produção, explicou o executivo.

(Por Denise Luna)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.