Tamanho do texto

Segundo fontes, Petrobras cobra seis vezes mais que outros países latino-americanos da companhia por gás para Porto de Açu

selo

O projeto da siderúrgica latino-americana Ternium no Porto de Açu pode estar sob ameaça dos preços do gás natural. Pessoas ligadas ao projeto informaram que a Petrobras está cobrando da Ternium US$ 12,00 por unidade térmica britânica (btu) de gás natural, o que, segundo essas fontes, chega a ser seis vezes mais do que em outros países latino-americanos e inviabilizaria o projeto siderúrgico no País.

Os preços do gás natural da Petrobras baseiam-se em uma média de preços de uma cesta de tipos de óleo nos últimos seis meses, motivo pelo qual eles levam algum tempo para refletir oscilações nos mercados internacionais.

Apesar disso, os preços do gás natural caíram 24% a partir do último trimestre do ano passado, e isso deve acabar por beneficiar o projeto, segundo nota divulgada hoje pelo Barclays Capital. A Petrobras não respondeu imediatamente a perguntas enviadas por e-mail sobre o assunto. A Ternium, por sua vez, recusou-se a comentar a situação. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.