Tamanho do texto

Segundo Coutinho, parcerias terão modelo semelhante ao escolhido para os aeroportos de São Paulo e Brasília

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou nesta quinta-feira que o governo federal estuda novas parcerias com a iniciativa privada para acelerar os investimentos nos portos e em outras áreas que envolvem a infraestrutura nacional.

Segundo Coutinho, as parcerias serão anunciadas ainda neste ano e terão um modelo similar ao anunciado nesta semana pelo governo para os aeroportos de Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Brasília. Isto é, concessões para que Sociedades de Propósito Específico (SPE) administrem os aeroportos. A Infraero só poderá ter 49% da sociedade que ficará responsável pela concessão aeroportuária.

"Temos projetos em estudo para trazer o setor privado para outras áreas da infraestrutura, além dos portos'', disse Coutinho durante palestra no Congresso Brasileiro do Aço. O modelo adotado, argumentou o presidente do BNDES, será vital para a economia brasileira na medida em que irá acelerar os investimentos necessários para o desenvolvimento do país.

A promessa de Coutinho foi uma resposta aos empresários que participavam do evento e discutiam alternativas para elevar a produção e o consumo de aço no Brasil. "A indústria siderúrgica está na base de toda a cadeia. Se não estiver forte, não teremos uma indústria competitiva'', declarou o presidente do BNDES.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.