Tamanho do texto

Instalações recuperadas poderão aumentar o aproveitamento da exportação de produtos frigorificados a partir do litoral catarinense

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará hoje pela manhã, dia do seu aniversário, no porto de Itajaí, em Santa Catarina, para entregar a última fase do programa de reconstrução de dois cais que foram destruídos pelas fortes chuvas que assolaram o litoral do Estado em 2008.

O porto é o principal canal de escoamento de produtos alimentícios resfriados do Estado. A reconstrução, que incluiu a dragagem para que o porto possa receber navios com calado (profundidade) de até 14 metros, custou R$ 350 milhões de verbas emergenciais.

O presidente Lula será acompanhado pelo ministro da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito. Esta será a segunda visita do presidente ao porto em menos de dois meses. Em 13 de setembro, ele esteve lá para inaugurar o primeiro berço de atracação reconstruído.

Apesar da reinauguração, porém, o segundo berço de atracação de embarcações depende ainda de investimentos privados para voltar a funcionar integralmente. A previsão da Secretaria de Portos, porém, é de que até o fim do ano, o porto esteja a todo vapor novamente.

Com a reconstrução dos dois berços de atração, serão entregues 500 metros de cais recuperados. Segundo a Secretaria, além de proporcionar aumento da movimentação do porto, as operações também permitirão o ingresso de navios com até 105 mil toneladas, levando a uma capacidade de movimentação de mais de 84 contêineres por hora em Itajaí.

O porto catarinense também faz parte do Programa Nacional de Dragagem (PND) do governo federal, que integra o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Pelo PND, há um cronograma de investimentos de R$ 1,6 bilhão no PAC, para ampliar a profundidade dos portos e permitir a atracação de navios maiores na costa brasileira.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.