Tamanho do texto

O Ministério de Energia e Minas do Peru cancelou a concessão da Empresa de Geração Elétrica Amazonas Sul (Egasur), de capital brasileiro, para o projeto hidrelétrico Inambari, no sul do Peru

selo

O Ministério de Energia e Minas do Peru cancelou a concessão da Empresa de Geração Elétrica Amazonas Sul (Egasur), de capital brasileiro, para o projeto hidrelétrico Inambari, no sul do Peru. A usina é um dos seis projetos hidrelétricos planejados conjuntamente por Brasil e Peru. O vice-ministro de Energia peruano, Luis Gonzales Talledo, afirmou em comunicado que a concessão foi cancelada porque o projeto não tinha o apoio da população local. O projeto inundaria 41 mil hectares (101.270 acres) de floresta e estava previsto para produzir 2 mil megawatts de energia, cerca da metade do atual consumo anual do Peru. A energia deveria ser partilhada entre os dois países, sendo que a maior parte seria destinada ao Brasil. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.