Tamanho do texto

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) cresceu 7,5% em setembro em comparação a setembro de 2009, alcançando 57,359 mil megawatts (MW) médios, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

selo

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) cresceu 7,5% em setembro em comparação a setembro de 2009, alcançando 57,359 mil megawatts (MW) médios, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na comparação entre janeiro e setembro deste ano e o mesmo intervalo do ano passado, a expansão foi de 9,7%. No acumulado de 12 meses, a variação foi positiva em 8,7%. Com relação ao mês de agosto de 2010, a alta foi de 3,3%. Os dados divulgados sobre a carga, a qual inclui o consumo de energia e as perdas de transmissão do sistema, são preliminares.

De acordo com o ONS, o desempenho no período se explica pelo comportamento da produção industrial, cujos sinais de retomada começaram a ser observados desde meados de 2009. Além disso, "as elevadas temperaturas ocorridas em alguns dias do mês associadas ao longo período de estiagem têm provocado, principalmente na Região Centro-Oeste, um aumento expressivo da carga de refrigeração e irrigação", segundo consta no boletim divulgado pelo ONS.

Entre as regiões do País, o ONS registrou expansão de 8,4% na carga das regiões Sudeste e Centro-Oeste entre setembro de 2010 e igual mês de 2009, para 35,86 mil MW médios. No Sul, o crescimento verificado foi de 8,1%, para 9,33 mil MW médios. No Nordeste, o aumento foi de 3,1%, para 8,19 mil MW médios, refletindo uma base de comparação mais forte no período. Na região Norte, o operador apurou uma expansão da carga de 8,3%, para 3,97 mil MW médios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.