Tamanho do texto

Região obteve 40 projetos aprovados, que receberão R$ 40,4 milhões

O Nordeste foi a região que mais conseguiu emplacar projetos no Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania, cujo objetivo é promover a inclusão social, desenvolver geração de renda e oportunidades de trabalho no país.

Ao todo foram 113 projetos sociais escolhidos, de um total de 5.183 inscritos, que vão receber 110 milhões de reais da estatal.

O Nordeste teve 40 projetos aprovados, que receberão 40,4 milhões de reais, enquanto o Sudeste ficou com 31 projetos (31,8 milhões de reais), a região Sul com 16 projetos (11,2 milhões de reais), a Norte com 14 (13,1 milhões de reais) e a Centro-Oeste com 8 (9,1 milhões de reais).

De 2007 a 2009, o programa investiu 396 milhões de reais em mais de 1.800 projetos. No total, a empresa destinou no seu plano estratégico em 2009 1,2 bilhão de reais para o programa até 2012.

Segundo o presidente da Petrobras, Jose Sergio Gabrielli, o fato de o lançamento do projeto ocorrer as vésperas do segundo turno das eleições não se configura campanha para a candidata governista, Dilma Rousseff.

"Fazemos isso (lançar o programa) todo ano, estava marcado há tempos", disse o executivo ao chegar à sede do grupo de ação social Afroreggae, também patrocinado pela Petrobras, na favela de Vigário Geral, no Rio de Janeiro. A Petrobras patrocina o Afroreggae desde 2006.

"Esse é um processo que foi concluido e tem que ser divulgado, o mundo existe e as eleições existem, são duas coisas separadas", complementou após o evento.

Gabrielli evitou falar sobre outros assuntos relacionados à estatal.

Um dos coordenadores do programa da estatal, Luis Fernando Nery, gerente de Responsabilidade Social, lembrou que no Brasil "quase todo ano tem eleição, se for evitar isso não teríamos o programa", observou.

(Reportagem de Denise Luna)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.