Tamanho do texto

Resultado veio com volume de lançamentos uma vez e meia superior ao de vendas

A Even apurou uma queda de 30% no lucro líquido do quarto trimestre, para R$ 47,4 milhões, conforme dados divulgados na noite de segunda-feira, afetada pelo descompasso entre vendas e lançamentos no período.

Nos três meses até dezembro, a geração de caixa operacional da construtora e incorporadora, medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), somou R$ 97,5 milhões, 18,5% inferior ao valor visto um ano antes, enquanto a margem caiu de 21,1 para 17,7%.

O resultado veio com volume de lançamentos uma vez e meia superior ao de vendas. No trimestre, enquanto os lançamentos quase triplicaram na comparação anual, para R$ 701,4 milhões, as vendas cresceram 9,6%, a R$ 477,9 milhões.

Os números consideram apenas a parcela da Even nos empreendimentos, sem a participação de parceiros.

Diante deste cenário, a receita líquida da empresa foi 3,1% menor entre outubro e dezembro, somando R$ 550,8 milhões.

No fechado de 2011, a receita também recuou, em 2,4%, para R$ 1,908 bilhão, com as vendas caindo 21,4%, a R$ 1,6 bilhão. Já os lançamentos foram 35,5% maiores, em 2,1 bilhões.

Também no fechado do ano, o lucro líquido cedeu 10,4%, totalizando R$ 226,1 milhões, enquanto o Ebitda atingiu R$ 359 milhões, 12,4% inferior ante 2010.

A Even encerrou dezembro com estoque equivalente a R$ 1,348 bilhão. Já o banco de terrenos da companhia possuía potencial para lançamentos de cerca de R$ 6,1 bilhões.

A empresa informou ainda que, em reunião realizada em 9 de março, seu conselho de administração aprovou aumento do limite de opções de compra em 579.563 ações ordinárias da companhia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.