Tamanho do texto

Com novos projetos, concessionária terá capacidade para produzir 985 MW. BNDES financia 70% das usinas

A Light prevê investir em geração de energia R$ 750 milhões, dos quais 70% serão financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os projetos, realizados em parceria com a distribuidora mineira de eletricidade, Cemig, somam cerca de R$ 1,5 bilhão e garantem à concessionária carioca cerca de 130 Megawatts de capacidade instalada até 2014, quando estiverem prontos.

Entre as usinas com aportes da distribuidora, a hidrelétrica de Paracambi, no estado do Rio, e a usina de Itaocara, situada na divisa de Minas e Rio. A Light também planeja construir usinas eólicas e participar dos leilões de energia alternativa, conforme destacou nesta terça-feira o diretor de energia da empresa, Evandro Vasconcelos. A empresa possui capacidade de geração de 855 MW. Cerca de metade da energia já está contratada. Boa parte da energia adicional deverá ser vendida no mercado livre de energia.

A geração de energia ainda representa pouco no universo de vendas da companhia: 4,2% da receita. O grosso do faturamento vem mesmo da distribuição (92,8%). O restante é obtido com serviços prestados a terceiros e comercialização de energia, segmento que vem crescendo na empresa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.