Tamanho do texto

Serão leiloados três lotes compostos por subestações e linhas de transmissão com extensão total de 440 quilômetros

selo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que o leilão de transmissão, que será realizado na próxima sexta-feira, atraiu o interesse de nove empresas e um consórcio. A Chesf é a única subsidiária do grupo Eletrobras que participará do leilão. Ela está na disputa sozinha e também integra o consórcio Extremoz junto com a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP).

Os demais participantes são: Abengoa Concessões Brasil Holding S.A; Alupar Investimentos S.A; CME; Cobra Instalaciones Y Servicios; Elecnor Transmissão de Energia S.A; FR Incorporadora; Neoenergia e Orteng Energia. As empresas vão disputar três lotes compostos por subestações e linhas de transmissão com extensão total de 440 quilômetros. Segundo a Aneel, a construção dos empreendimentos deve demandar investimentos da ordem de R$ 750 milhões, com uma geração de 4,5 mil empregos diretos.

A soma das Receitas Anuais Permitidas (RAP), que é o teto de remuneração das empresas vencedoras, é de R$ 93,6 milhões. O leilão, que está marcado para as 10 horas de sexta-feira, na sede da BM&Bovespa, em São Paulo, visa à contratação de concessões de empreendimentos que vão integrar a Rede Básica do Sistema Interligado Nacional (SIN), em conjunto com instalações de transmissão de interesse exclusivo de Centrais de Geração para Conexão Compartilhada (ICG).

As ICG, segundo a Aneel, são necessárias para escoamento da energia eólica comercializada nos leilões de fontes alternativas e de energia de reserva realizados no ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.