Tamanho do texto

Diretor da Aneel disse na semana passada que distribuidoras estão com níveis de sobrecontratação altos

O leilão de energia nova A-5, que estava marcado para 26 de abril, será adiado para 15 de agosto, revelou à Reuters uma fonte do governo nesta quinta-feira.

A nova data deve ser publicada em portaria com o adiamento na edição do Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira.

O leilão A-5 contratará energia que precisa ser entregue a partir de 2017.

O leilão de energia A-3 já tinha sido adiado de 22 de março para 28 de junho, para que as distribuidoras de energia pudessem reavaliar a expectativa de demanda.

O diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, disse na semana passada que algumas distribuidoras estão com níveis de sobrecontratação altos, mas o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, disse nesta semana que adiamento não deveria se repetir para o A-5.

A maior parte da contratação de energia realizada pelas distribuidoras é feita com cinco anos de antecedência, no leilão A-5, e a quantidade a ser contratada baseia-se na estimativa de crescimento do mercado consumidor, com base também na perspectiva de expansão da economia.

Assim, quando a estimativa de crescimento da economia é frustrada, as distribuidoras também ficam com sobrecontratação de energia.

No ano passado, o crescimento da economia já ficou abaixo do esperado, com uma alta de 2,7 por cento no PIB.

(Reportagem de Leonardo Goy; Texto de Anna Flávia Rochas)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.