Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Invepar-Odebrecht vencem leilão de rodovia BA-093

Consórcio oferece deságio de 30% e cobrará R$ 2,31 em pedágio

iG São Paulo |

O consórcio formado pelas empresas Invepar-Odebrecht venceu o leilão para operação do sistema de Rodovias BA-093, oferecendo preço de R$ 2,319 por praça de pedágio, o que significa um deságio de 30,77% do valor fixado em edital (R$ 3,35). O leilão foi realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa)

AE
Rodovia BA-093: obras à vista a serem feitas pelo novo consórcio
A empresa vencedora ficará responsável pela recuperação, manutenção, implantação de melhorias e ampliação da capacidade de todo o sistema. Ao todo, seis rodovias localizadas na região metropolitana de Salvador - as rodovias são as BAs 093, 512, 521, 524, 526 e 535 que receberão cinco praças de pedágio.

O investimento é estimado em R$ 805 milhões para os 25 anos de concessão. A concessionária deverá se estabelecer no trecho e iniciar as obras de melhoria logo nos seis primeiros meses de contrato e, até o terceiro ano de concessão, ampliar a capacidade do tráfego, com a duplicação dos trechos da BA-093 (entroncamento da BR-324 com o entroncamento de Camaçari), BA-526 (Centro industrial de Aratu/Aeroporto) e BA-535 (Via Parafuso).

De acordo com o edital publicado pela secretaria de Infraestrutura, a empresa tem seis meses para recuperar as rodovias, três anos para fazer a duplicação da Via Parafuso e Centro industrial de Aratu-Aeroporto, as principais do Sistema BA -093. Até 2020, todo o sistema deve estar duplicado.

Leilão na Bolsa de São Paulo

Nove empresas - seis consórcios e três companhias individualmente - participaram da disputa. Na primeira etapa, o preço mais baixo foi o da Copasa - Obras e Serviços, que ficou em R$ 2,55, com 23% de deságio. As empresas que apresentaram propostas até 10% maior que a da Copasa se credenciaram para participar da segunda etapa do leilão.

Na segunda fase, em propostas em viva-voz, a disputa foi entre os Consórcios Invepar - Odebrecht, Rodovias da Bahia, Queiroz Galvão-Cowan e a própria Copasa.

Depois de três rodadas de lances, onde as empresas esperavam até o último momento para apresentar preços cada vez menores, o Consórcio Invepar-Odebrecht saiu vencedor.

 

 

Leia tudo sobre: odebrechtrodoviaBA-093

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG