Tamanho do texto

Atualmente são previstos R$ 5,6 bilhões para 13 aeroportos; valor pode variar de 10% a 20% para cima ou para baixo

selo

O montante de R$ 5,6 bilhõe s previsto para obras em 13 aeroportos do País até a Copa de 2014 pode vir a variar de 10% a 20%, para cima ou para baixo, de acordo com o andamento dos projetos. A afirmação é do diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Infraero, Jaime Pereira.

Segundo ele, há ajustes naturais sendo feitos e, no caso do Aeroporto de Confins (MG), por exemplo, há perspectiva de que possa haver uma redução do montante investido. Já outros aeroportos podem vir a precisar de mais recursos, disse Pereira, em evento da Associação de Bancos do Estado do Rio de Janeiro (Aberj) e Sindicato de Bancos do Estado do Rio de Janeiro (Sberj), no prédio do Banco Central, no Rio. 

Pereira também informou que devem ficar prontos até o fim do ano os planos de investimentos, para até 2014, dos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Os aeroportos passarão por obras de modernização (ambos têm um andar superior que precisa ser finalizado), mas não de aumento de capacidade. No caso do Santos Dumont, também precisa ser finalizada a área de desembarque.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.