Tamanho do texto

Estado espera que a proposta do governo federal inclua compensações ambientais e redução das tarifas das empresas

O governo de São Paulo tem perspectiva otimista sobre a renovação da concessão da empresa de energia Cesp, afirmou nesta terça-feira o governador do Estado, Geraldo Alckmin.

Em declarações a jornalistas durante lançamento de projeto de logística no interior do Estado, Alckmin afirmou acreditar "na renovação da concessão (da Cesp). São várias concessões que vencem este ano e devem ser renovadas", disse o governador paulista.

Sobre o assunto, o secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, afirmou que ainda não há negociação formal para renovação da concessão da Cesp, mas há conversas com o Ministério de Minas e Energia, comissão de energia e infraestrutura da Câmara dos Deputados, entre outros representantes do setor.

Segundo Aníbal, a posição é favorável às renovações das concessões das elétricas. Ele lembrou que além da Cesp estão na pauta a renovação de empresas como Cemig, Chesf e Furnas.

As concessões que vencem até 2015 são responsáveis por 21 mil megawatts, equivalente a 20% da geração de energia do país. Segundo Aníbal, não há definições ainda sobre como serão feitas as renovações, mas não deve ser "nada inferior a 15 anos e nem superior a 30".

O secretário paulista também comentou que o governo federal vai provavelmente propor compensações ambientais e avaliar sobre quanto é possível reduzir as tarifas das empresas.

Perguntado sobre um eventual processo de privatização , Aníbal afirmou apenas que "o esforço (do governo paulista) está concentrado na renovação".

Leia ainda:

- BNDESPar reduz participação na Cesp
- Lucro da Cesp mais que dobra, para R$ 61 milhões
- Dólar em baixa? Veja quais ações comprar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.