Tamanho do texto

Mesmo se companhia aumentar os gastos para pôr em operação vários projetos, produção ainda cairá 3%

A Exxon Mobil estimou nesta quinta-feira que a produção de gás natural e petróleo da companhia cairá 3% neste ano mesmo se aumentar os gastos para pôr em operação vários grandes projetos, previsão esta que fez as ações caírem.

Às 13h53 no horário de Brasília, os papéis da petrolífera caiam 1%, para 84,9 dólares. Apesar da estimativa de queda em 2012, a produção deve crescer anualmente em uma média de 1% a 2% até 2016, disse a companhia durante encontro com analistas em Nova York.

A companhia, maior produtora mundial de petróleo e gás que não tem controle do governo, viu a produção no ano passado crescer 1% , para 4,5 milhões de barris de petróleo equivalente por dia.

Esse pequeno crescimento aconteceu diante do gasto de US$ 36,8 bilhões, levemente abaixo dos US$ 37 bilhões anuais que a companhia prevê para os próximos cinco anos, em um total de 185 bilhões de dólares. O recurso irá para nove projetos em fase inicial em 2012 e 2013, disse a companhia, o que trará uma produção adicional de 1 milhão de barris de petróleo equivalente por dia nos próximos cinco anos.

"A indústria está em um período de alto investimento de capital", disse o presidente-executivo da Exxon Mobil, Rex Tillerson, durante o encontro. A produção de líquidos da companhia deve crescer entre 2% e 3% em média até 2016, enquanto a de gás deve subir entre 0,5% e 1%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.